quarta-feira, abril 18, 2007

Sesquicentenário de "O Livro dos Espíritos"

Há um século de meio, justamente num 18 de abril como hoje, a humanidade passou a contar com um código, um questionário que abrange todas as possibilidades de questões apresentadas à nossa razão e respondidas por uma inteligência supra-racional. A razão humana foi coordenada por Allan Kardec. As respostas foram dadas por uma plêiade de espíritos superiores coordenada pelo Espírito de Verdade e recebidas por meninas ainda adoescentes, sem maldade, que captaram com pureza as sólidas concepções filosóficas ali contidas em cerca de mil quesitos.

Esta foi a promessa de Jesus, feita no Evangelho de João e cumprida após dezoito séculos.

Disse uma vez Dr. Bezerra de Menezes que precisaríamos estudar por cem anos detalhada e profundamente "O Livro dos Espíritos" para vivermos numa humanidade melhor. Já estamos
há 150 anos estudando o mesmo e ainda não somos uma humanidade transformada.

Estudemos pois, abracemos pois "O Livro dos Espíritos", divulgemos esta obra que esclarece e consola, aceitando o convite de Dr. Bezerra de Menezes para finalmente, converter a nossa sociedade de imperfeita em uma sociedade melhor.

3 comentários:

Juliana disse...

O blog tá de cara nova... Ficou bonito!
Dr. Bezerra de Menezes estava certo. No entanto, não estudamos o Livro dos Espíritos de forma profunda e detalhada...
Mas o caminho foi dado!
Bjs

Isabel Tavares disse...

Muito interessante o seu blog, além de uma aparência bonita tem conteúdo também (o que é muito difícil hoje em dia)

Esse texto caíu como uma luva para mim, eu nunca nem li o livro dos espíritos, só algumas páginas, presciso me dedicar mais.

Pelo menos já sabemos o que fazer, falta por em prática

Um ósculo e um amplexo

raphacabral disse...

Com relação a essa importante obra que estou a ler ultimamente só tenho a dizer que deveria ser abraçada por toda a humanidade.
Deus nos mostra o caminho, cabe as pessoas seguir esse caminho ou não, e o chamado livre arbítrio.
Infelizmente a humanidade ainda não se transformou como deveria.
Ainda se econtra egoismo, guerras e todas as formas de atrocidades, atos que contrariam os ensinamentos do amado mestre.
O Mestre querido deixou na humanidade muitos ensinamentos que ainda não são seguidos pelas pessoas, então eu acho que essa obra é relativamente nova(mesmo sendo muito superior a vida de uma pessoa) para transformar toda uma sociedade.
Pelo pouco que li dessa obra pude notar que a principal lição dessa obra é o amor ao mestre a todos os seres e como devemos trabalhar para nos edificar e ajudar-mos ao próximo.
Sei que temos um longo caminho pela frente mas que não devemos retroceder, devemos lutar para que todos possam conhecer um pouco dos ensinamentos do querido mestre, após conseguirmos isso com certeza a humanidade ira se transformar.
Primeiro devemos dar o primeiro passo que é amar os outros de forma verdadeira, deixarmos de pensarmos só em nos, deixarmos o egoismo e a ganãncia por riquezas.
Deixo este pequeno relato, infelizmente não escrevi como queria, acho que sou muito imaturo e como pouca bagagem intelectual para escrever sobre o tema mas tento mesmo assim deixar a minha opnião sobre o fato.
Conheci o blog atravês de uma busca que fiz sobre a Célia Lucius, a qual tive que procurar mais informações dessa magnifica criatura que abraçou de forma tão inacreditável os ensinamentos do mestre e me mostrou o quanto eu ainda tinha a evoluir e a trabalhar.
Agradeço muito a existência de publicação de textos como esse.