domingo, abril 13, 2008

13 de abril

Mais um dia de Saudade



Criou meu Pai, Clóvis Tavares esta antológica sentença: “A Saudade é o Metro do

Amor.”


E Papai mais que ninguém pode atestar essa verdade. A saudade de Nina converteu-o

em um Cristão.


A Saudade de Lill, converteu-o no Pai de muitas crianças do Lar dos Meninos e da
Casa da Criança.


Durante a sua existência, muitas saudades alimentaram o seu amor que não tinha
fim.


E Papai reaproveitou a aparente tristeza da saudade, convertendo-as em fontes de


sabedoria, inspiração e consolo para todos que o conheceram.


Que ele receba a nossa mínima homenagem, pedindo a Deus que nos conceda a
bênção de converte-la em dádivas aos carentes de luz espiritual, para que honremos a
Sua memória aplicando o excelso princípio de medir a saudade pelo sentimento de
compaixão , de piedade e caridade.

Um comentário:

Eternessências disse...

Lembro-me agora de uma outra frase de Tagore que, creio, complementa o sentido desta: "O AMOR É LAÇO QUE UNE".
Sentimos saudade quando permanecemos unidos pelo amor...
Belas lembranças as suas...
Grandes responsabilidades as de todos nós!...
Deus nos ajude a nos mantermos fiéis e vigilantes!...
Um beijo de carinho, Flávio!
Paz e Luz!
Rose.